guanambi_quadrilha_presa
Os oito integrantes de uma quadrilha de assaltantes de bancos, presos na região de Guanambi, na semana passada, foram interrogados novamente na última quinta-feira, 21 de março, pelo Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras (Garcif / Vitória da Conquista).

Ao serem presos, Artur Matheus Alves de Jesus, de 23 anos, José Pereira dos Santos, 28, Robenilson Cotrim da Costa, 24, Rômulo Gonçalves Bezerra, 31, Gilvan Teixeira Magalhães, 25, Tarcisio Laio Soares de Souza, 23, Lidiane Rosa Campos de Castro, 22 e Aparecida da Silva Pereira, de 24 anos, confessaram participação nas explosões a agências de Guanambi, Palmas de Monte Alto, Matina e Pindaí, ocorridas nos últimos meses.

“Novas informações fornecidas pelos custodiados podem levar à captura de mais ladrões de bancos, bem como identificar ramificações dessa organização criminosa”, afirmou o coordenador da 22ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Guanambi), delegado Cleber Rocha Andrade.

Com o bando, os policiais apreenderam uma carabina, calibre 38, uma pistola 380, várias munições de calibre 38, 380 e 12, um colete balístico e cinco veículos – quatro carros e uma motocicleta usados no ataque a uma agência bancária de Ibiassucê, no sudoeste baiano.

Alvejados durante o roubo, outros dois integrantes da quadrilha continuam foragidos. Joaquim Manoel Alves, o “Dinda”, de 25 anos, baleado na perna, e um bandido, de prenome Maurício, ferido no abdômen.

A polícia intensificou as buscas aos dois ladrões, mantendo, inclusive, contatos com unidades de saúde da região, onde eles possam ter procurado atendimento médico.(Bahia Notícias)

Comentar