O Prefeito Municipal disse que quando recebeu o PSL, ele estava todo irregular, om documentação atrasada, então nós regularizamos tudo. (Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias).

O Prefeito Municipal disse que quando recebeu o PSL, ele estava todo irregular, om documentação atrasada, então nós regularizamos tudo. (Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias).

Assim que o prefeito municipal de Brumado, Aguiberto Lima Dias, manifestou seu desejo de sair do Partido Social Liberal (PSL), o presidente da sigla na Bahia, Toninho Olívio, demonstrou ter ficado profundamente insatisfeito com a desfiliação do brumadense. As críticas de Olívio foram todas rebatidas por Aguiberto nesta terça-feira (22), em entrevista a uma rádio local. Sobre o presidente estadual do PSL ter dito que o prefeito de Brumado estava saindo do partido para atender ordem do governador Jaques Wagner, Dias foi enfático: “Isso não existiu”. “A minha vontade de sair do PSL vem de muito tempo. Quando recebemos o PSL, ele estava todo irregular, com documentação atrasada, então nós regularizamos tudo e mandamos para a sede em Salvador os nomes que iam compor a provisória do partido”, declarou Aguiberto.

De acordo com o ex-PSL, até o momento de mandar a lista da provisória, seu nome ainda estava como presidente do partido. “Para minha surpresa, me tiraram da presidência e colocaram outro nome. E essa lista, que serviria para a regularização do meu registro de candidatura, só nos foi liberada no último dia permitido para registrar a candidatura”, reclamou. Outro ponto levantado por Aguiberto para motivar sua saída foi sobre quem ‘manda’ no PSL em Brumado. “Maurício Trindade (ex-PR e atual PROS) é quem manda no PSL em Brumado, hoje e antes também. Ele não faz parte da base aliada ao governo do estado e eu estou na base do governo de Jaques Wagner”, emendou, dizendo que não estava se sentindo no PSL por causa disso e preferiu sair. Sobre a sua nova filiação, o prefeito de Brumado contou que foi procurado pelo PROS – Partido Republicano da Ordem Social, e pelo Partido da Solidariedade (SDD). “Eu preferi o Partido da Solidariedade e estamos providenciando documentação de filiação”, afirmou. No tocante exato às críticas de Toninho Olívio, o qual disse que Aguiberto é mentiroso e está torcendo para ele ser cassado, o gestor brumadense alegou não ter lido a matéria ainda. “Mas essas afirmações não vão me atingir em nada, porque o que vem de baixo não me atinge. Essas declarações de Toninho mostram a pessoa desqualificada que ele é, e eu não vou ficar em um partido que o presidente é da estirpe do senhor Toninho”, resumiu.

E junto com Aguiberto, dois vereadores governistas também deixaram suas legendas para ingressar no SDD – Manoel Romar (ex-PSB) e Welinton Lopes (ex-PR). “Quando declarei que iria filiar no Partido da Solidariedade, os vereadores Romar e Welinton também quiseram filiar. Nós os aceitamos de braços abertos, assim como outras pessoas, e até mesmo vereadores, que quiserem filiar no SDD serão bem vindos”, falou. Um dos aliados de Aguiberto Lima Dias na Câmara Municipal, o vereador e presidente do Legislativo, Alessandro Lôbo e Silva, ainda faz parte do PSL, tendo em vista que ele é amigo do deputado licenciado Maurício Trindade e não tem demonstrado intenção de mudar a sigla.(Brumado Notícias)

Facebook Comments
Tags:, , , , , , ,
Comentar