peixeComparado às carnes bovina, suína e ao frango, o peixe é uma proteína de excelente qualidade com o benefício ainda de ser uma carne magra. Por deter menor teor de gordura saturada e bons índices de ômega 3, o peixe traz muito benefícios também para o coração. No Brasil, os tipos que mais têm essa substância são a sardinha, o peixe filhote e a pescada amarela. No caso da sardinha, existem três maneiras de consumo: em óleo, que tem gorduras boas; na água, que tem menos calorias; e no molho de tomate, rica em fibras e antioxidantes. Já o salmão, um dos tipos mais consumidos no país, não tem a mesma quantidade de ômega 3 da sardinha, por exemplo, já que é uma truta criada em cativeiro e colorida artificialmente – alguns criadores dão ração enriquecida com ômega 3, mas não tem a mesma absorção. Apesar dos benefícios naturais desses tipos de alimento, é preciso tomar cuidado com a forma de preparo – os empanados e fritos, apesar de serem os mais irresistíveis, são os mais nocivos à saúde já que levam farinha, ovo e muita gordura. Além disso, as frituras geralmente são muito calóricas – um filé de peixe de 120 gramas, por exemplo, chega a ter 360 calorias. Por isso, os grelhados, assados e cozidos são as melhores opções.

Bahia Notícias

Facebook Comments
Comentar