presidioPelo menos 218 homicídios foram contabilizados nas prisões brasileiras no último ano, o que equivale a uma média de uma morte a cada dois dias, segundo levantamento feito pela Folha de S. Paulo. Apenas o complexo de Pedrinhas, no Maranhão, registrou 28% do número nacional de óbitos. No mesmo estado, a possibilidade de ser morto dentro de um presídio é quase 60 vezes maior do que fora. De acordo com a publicação, Alagoas, Bahia e Rondônia não informaram dados. As estatísticas são relativas somente às mortes violentas no sistema prisional dos estados. Os números não consideram, portanto, episódios registrados em carceragens de delegacias, para os quais não há dados consolidados. Como a quantidade de detentos sob custódia policial representa 10% do total de detidos em cadeias e presídios, a violência pode ser ainda maior. Além disso, há casos de mortes em cadeias que continuam em investigação e, por esse motivo, não foram computados como homicídios.(Bahia Notícias)

Facebook Comments
Comentar