imagem

imagem

O advogado da professora Mônica Souza dos Santos, 30 anos, que aparece em um vídeo fazendo sexo oral em um adolescente de 13 anos, afirma que sua cliente não nega o ato sexual e defende que o garoto “não é tão ingênuo” quanto parece. O referido caso que repercutiu toda a região, ocorreu na cidade de Palmas de Monte Alto, no sudoeste baiano. “Ela diz que o que fez não é nada fora do comum e que ele não é tão inocente, ingênuo como dizem”, declarou. Custódio Lacerda ao Correio. Vale ressaltar que, o advogado disse, também, que a professora acreditava que o aluno manteria em sigilo as imagens, gravadas com um celular. “Você não vai emprestar o celular para ninguém, não, tá?”, diz Mônica, no vídeo. “Ela se apresentou à delegacia e se colocou à disposição do Poder Judiciário. Vamos analisar o vídeo, e será investigado se o garoto é uma pessoa precoce, apesar de ter 13 anos”, acrescentou o advogado. O tio do adolescente afirmou que o garoto está “traumatizado” O vídeo será analisado pelo Conselho Tutelar e Ministério Público Estadual.

Facebook Comments
Tags:,
Comentar