jornalistaO governo brasileiro vai anunciar um pacote de medidas para a proteção de jornalistas, inclusive no âmbito dos protestos que ocorrem pelo País. A informação é da ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, que está em Genebra para reuniões na ONU. Segundo ela, a ideia é a de se criar um protocolo de proteção a comunicadores, que vai incluir ações e recomendações para o governo, polícia e para os meios de comunicação. Maria do Rosário indica que um dos principais pontos do protocolo é o treinamento das polícias para garantir a proteção de comunicadores. “A polícia tem a responsabilidade de proteger os comunicadores e não poderá impedir o acesso a espaços”, declarou. Outra medida será a proibição de que as polícias confisquem ou destruam materiais de jornalistas, seja câmeras de vídeo, fotografia ou gravadores. “O protocolo vai falar na proteção integral dos equipamentos”, insistiu. “A polícia terá de ter isso em seu protocolo”, explicou. Segundo Maria do Rosário, a principal recomendação será a criação do Observatório sobre a Proteção a Comunicadores, que vai justamente monitorar eventuais violações aos direitos humanos. “Essa será uma das principais medidas que o Brasil vai tomar”, declarou. “Vamos implantar um observatório sobre a liberdade de informação e o exercício dessa liberdade, como parte da democracia”, disse. O Observatório terá a participação do Estado e da sociedade civil.

por Jamil Chade | Agência Estado

Facebook Comments
Comentar