hospitalO Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP), localizado em Ribeirão Preto, foi condenado a pagar R$ 20 mil de indenização à família de uma paciente que contraiu o vírus HIV após uma transfusão de sangue. O caso ocorreu há mais de 20 anos, em 1987. A paciente, Marta Ernestina da Silva, que fazia tratamento de hemofilia quando contraiu a doença, morreu aos 37 anos, em 1998, após agravamento do seu estado de saúde. Conforme o advogado da família, Cristovam Joaquim, uma perícia feita em 2005 a pedido da Justiça comprovou que a unidade hospitalar não realizou à época testes de HIV em todas as amostras antes de realizar as transfusões. Apesar de ter entrado na Justiça em 2005, a família perdeu a causa na primeira instância, em julgamento realizado em 2008. O recurso contra a decisão só terminou de ser julgado este ano. A sentença foi publicada no último dia 3 de fevereiro pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo). Em nota, o hospital informou que hoje realiza testes em todas as amostras de sangue doadas para transfusões; um deles destinado somente à detecção do vírus. As informações são da Folha de S. Paulo.

Facebook Comments
Comentar