Segundo família, médica recusou atendimento | Foto: Paulo José / Acorda Cidade

Segundo família, médica recusou atendimento | Foto: Paulo José / Acorda Cidade

Um jovem de 20 anos está internado em estado grave, no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), após ser espancado por populares que o confundiram com um assaltante. O soldador Jevanilson Rios Santos foi agredido na noite desta quinta-feira (13), no Povoado de Mercês, no município de São Gonçalo dos Campos, no centro norte baiano. Ele teria ido encontrar a namorada, acompanhado de um amigo, quando foram abordados por populares que acreditavam que fossem assaltantes. “Eles estavam de moto e como eram desconhecidos na localidade foram abordados e como não puderam provar o que diziam, foram agredidos. O amigo conseguiu fugir e pedir ajuda, mas o meu filho apanhou bastante”, contou Zenilda Rios Santos, mãe do soldador. Policiais militares que faziam ronda pelo povoado foram acionados e, após encontrarem o jovem desacordado, o levaram para o hospital. “Na verdade, no povoado estão ocorrendo vários roubos de motocicletas e os moradores estão assustados. Quando viram os dois rapazes desconhecidos em uma motocicleta tarde da noite pensaram que eram assaltantes e os agrediram”, afirmou a soldado Moreira, que atendeu a ocorrência. Segundo ela, os dois envolvidos não possuem ficha criminal e a motocicleta estava em nome de um deles, mas caberia à polícia civil investigar se houve motivo para a agressão. A delegada Cristiane Oliveira informou que, até o momento, não há nenhum fato que comprove o envolvimento do jovem em delitos. O jovem ainda teria passado por outro problema quando, ao ser transferido para o HGCA, uma médica identificada como Cláudia se recusou a atendê-lo ao alegar que “quem cuida de bandido é a delegacia”. “Meu filho não é bandido, é trabalhador e nunca pisou em uma delegacia, e mesmo que fosse ela é médica e teria que dar o atendimento pois ela recebe é para isto”, desabafou a mãe de Jevanilson. Tanto a médica como os familiares prestaram queixa no Complexo Policial Investigador Bandeira. O teor das queixas não foi informado. Através da assessoria de comunicação, a direção do HGCA informou que não irá se pronunciar até a apuração total dos fatos. Informações do A Tarde.

Facebook Comments
Comentar