CarinhanhaAudir Alves dos Santos de 37 anos foi condenado pelo Tribunal do Júri de Carinhanha, no oeste da Bahia, a 18 anos de prisão, na tarde desta segunda-feira (17). O mesmo é acusado de ter participado assassinato de Roberto Montalvão Rodrigues,no dia 14 de setembro de 2002,na fazenda Lagoa Nova, no município de Feira da Mata.

De acordo com a denúncia do Ministério Publico, a vítima Roberto Montalvão estava em cima de uma caixa d’agua quando “Vanderlei”, sem motivos aparentes, deu um tapa no rosto do “Roberto” derrubando-o dentro da caixa d´agua. ” Audir” estava sentado próximo a ele e “Joaquim” conversava com um senhor conhecido como “Miguel” que acabou assistindo ao bárbaro crime. Os três elementos começaram a espancar Roberto com socos e ponta pés, de repente, Vanderlei agarrou a vitima pelo tronco, Audir o esticou pelas pernas e o Joaquim em poder de um moto-serra, partiu o corpo da vítima ao meio.

Audir estava foragido e foi preso no dia 7 de junho de 2011, na fazenda Mudengo, no município de Iuiú.Segundo Walisson Viana da Silva,o advogado de defesa do réu,o julgamento foi positivo. “Ele já cumpriu dois anos e dois meses, vai cumprir mais oito meses e passa para o regime semi-aberto. Foi um placar de 4 x 3,muito apertado”,concluiu.

No dia 18 de abri de 2007, Vanderlei Joaquim Simão foi a júri popular, sendo condenado a 24 anos de prisão por homicídio triplamente qualificado. Joaquim continua foragido.

Juíza: Thielly Dias Alencar Pithan

Advogado: Walisson Viana da Silva

Promotor: Leandro Mancini

(folhadovale.net)

Facebook Comments
Comentar