hospital do RimOs pacientes do Hospital do Rim de Guanambi viveram momentos de apreensão nos últimos dias, quando tomaram conhecimento da possibilidade de ficar sem tratamento, uma vez que os repasses do Ministério da Saúde para o pagamento da Terapia Renal Substitutiva não haviam sido feitos.

O problema atinge diretamente cerca de cem mil pacientes renais crônicos dependentes do SUS, para se manterem vivos. Ante a repercussão do assunto em todo o Brasil, nesta quarta-feira o ministério fez o repasse referente ao mês de dezembro do ano passado.

A nossa reportagem conversou com a Administradora do Hospital do Rim de Guanambi Alessandra Gandra, que confirmou o problema dos repasses mas garantiu que a unidade não fechará suas portas.
Instalações modernas, equipamentos de última geração e de alto custo são oferecidos para o tratamento de 149 pacientes de toda a região no entorno de

hospital do Rim.1Guanambi, num total de 23 municípios todos pagos pelo SUS. Espera-se que os pagamentos sejam mantidos em dia e que o direito fundamental à saúde seja garantido pelo governo federal àqueles que não dispõe de recursos ou planos para cobrir os gastos com esse tratamento.

POR: BONNY SILVA

Facebook Comments
Tags:,
Comentar