Foto Ilustrativa

Foto Ilustrativa

Em reunião na última quarta-feira, 26 de março, com a presença do advogado Drº Rafael, representantes do SISPUMMA estiveram dialogando com a administração “Uma Malhada de Todos Nós” e a pauta principal foi sobre o tão falado salário de agosto, salário este que muitos funcionários deixaram de receber no ano de 2010, na administração do ex-prefeito Dezin.

A administração foi representada pelo Secretário de Finanças, Drº.Everson Gimenes e o advogado Drº.Sidarta, uma vez que o prefeito Drº.Gimmy(PT) estava viajando para Salvador. A mesma aconteceu na sala de reunião da prefeitura por voltas das 10h30min.

O presidente do SISPUMMA Juvenal fez a abertura da reunião e passou a representação da categoria para o advogado Drº Rafael que na sequência fez uma abordagem de todo o processo referente ao referido salário de agosto não pago aos servidores municipais da prefeitura de Malhada e naquela oportunidade, o advogado ressaltou que os servidores que entraram na justiça estavam disposto a abrir mão da indenização e receber o montante atualizado, o advogado da prefeitura por sua vez disse que a atualização não é problema, pois ela vem sendo feita constantemente pela própria conta, uma vez que o dinheiro está na conta e este simplesmente por sua vez está bloqueado. Ainda de acordo informações de ambos os advogados, o processo atualmente já se encontra no Tribunal de Justiça da Bahia, pois os servidores haviam ganhado na justiça anteriormente e o ex-prefeito recorreu em Salvador. Como é de interesse do atual prefeito quitar esta dívida com os funcionários, SISPUMMA e Prefeitura entraram em acordo e nos próximos dias o advogado do sindicato e o advogado da prefeitura estarão se deslocando até a Capital Baiana com o intuito de resolver este problema o mais rápido possível, inclusive após a reunião os mesmos se deslocaram até o Fórum de Carinhanha e já iniciaram os trabalhos para destravar este impasse e acabar de vez com esta novela, cujos capítulos já ultrapassaram os limites.

Drº. Rafael saiu da reunião bastante satisfeito e segundo ele já prestou assessoria para o SISPUMMA e a administração anterior não tinha diálogo, diferente desta, pois viu as coisas se resolverem sem muita dificuldade e até imaginava que a administração fosse querer pagar os funcionários em parcelas, mas quando fez o questionamento ao secretário de finanças, o mesmo garantiu que estará efetuando integralmente.

Eles estarão averiguando o valor atualizado em conta e a questão das desistências, já que administração anterior fez um acordo com alguns funcionários na época e efetuou o pagamento deles. Segundo Drº. Rafael eram um total de mais de 80 funcionários, isso sem contar os desistentes, por isso há a necessidade de fazer um levantamento para ver a quantidade de funcionários que continuaram na luta, pois o processo é individual e o montante que estiver em conta será dividido entre, ambos, os funcionários, já que o direito pertence somente aqueles que recorreram a justiça em busca de seus direitos.

Nesta reunião foi abordado também a questão do piso salarial dos professores que atualmente foi elevado para R$ 1.697 e os servidores da educação de Malhada ainda não estão recebendo este valor atualizado. Após a cobrança dos representantes, a administração justificou que o piso vai ser atualizado em Abril, pois este montante começa ser repassado para a prefeitura justamente neste mês e segundo ressaltou o secretário de finanças, o professor não precisa ficar preocupado com este dinheiro, pois o dinheiro da educação é um dinheiro seguro, o que entrar é dos servidores e isso é assegurado por lei. Com relação ao enquadramento dos servidores do magistério, o vice-presidente Hélio Nogueira fez a cobrança e o mesmo disse que estará analisando essa questão. José Maria por sua vez, deixou claro, que a próxima luta do SISPUMMA é pela redução da carga horária de 15 para 13 aulas semanal e também o enquadramento dos servidores.

Redação: www.mediosaofrancisco.com

Facebook Comments
Comentar