vivo1A Vivo S/A pode pagar até R$ 5 mil por dia caso não regularize o serviço de telefonia móvel em Nova Viçosa, no sul da Bahia, em até 30 dias. A operadora está impedida, ainda, de vender qualquer linha telefônica nova no município, sob pena de multa de R$ 1 mil para cada venda. A decisão do juiz William Bossaneli Araújo, proferida no último dia 10 de fevereiro, acatou pedido do Ministério Público estadual (MP-BA). O magistrado determinou prazo de 90 dias para que a operadora disponibilizasse “recursos materiais e humanos em quantidade e qualidade suficientes para o regular atendimento da demanda na cidade”. Desde o fim de 2013, clientes da operadora reclamam de falhas e quedas nas ligações, telefones mudos, por horas sem sinal ou aparentemente desligados quando permanecem gastando os créditos dos usuários. “É importante salientar que com a queda da ligação, antes de completar o minuto de chamada, o consumidor paga como se estivesse utilizando-se do tempo completo de conversação, o que gera um grande prejuízo para ele”, destaca o promotor de Justiça Thiago Albani Oliveira na ação. Por isso, o juiz Araújo determinou, ainda, que a Vivo passasse a cobrar dos telefones pré-pagos pelo tempo real de ligação, e não o minuto completo a cada queda da linha. Caso contrário, a empresa pagará multa de R$ 100 mil.

Em Carinhanha, no oeste da Bahia, não está sendo diferente, os usuários da operadora estão enfrentando o mesmo problema, uma vez que as ligações não se completam, os usuários ao atenderem as chamadas recebidas o celular acaba travando, quando atendem não conseguem compreender o que está sendo dito, quando estão conversando com alguém são interrompidos pela queda do sinal, resumindo, o sinal está uma porcaria e a vivo nada faz para solucionar o problema. Mas está ai uma saída, os carinhanhenses e usuários da região devem tomar a mesma atitude dos usuários do município de Nova Viçosa, protocolar uma denuncia no Ministério Público contra a Operadora, talvez assim, ela venha agir em prol do povo que mantém a empresa de pé.

Redação: www.mediosaofrancisco.com

Facebook Comments
Tags:, ,
Comentar