depressãoEnfermidade que atinge 10% dos brasileiros e afeta 350 milhões de pessoas no mundo, a depressão é caracterizada por conjunto de sintomas que vão desde tristeza duradoura até problemas para dormir. Além do preconceito com os transtornos mentais, que retarda o atendimento, a dificuldade de interpretar os sintomas depressivos também complica a situação. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Associação Americana de Psiquiatria, para que seja detectada com a doença, uma pessoa deve apresentar ao menos cinco sintomas do transtorno. Segundo matéria da Veja, oito sintomas são constantes em estados depressivos. Veja abaixo:

Alteração do humor

Pessoas com depressão têm como principal sintoma o humor deprimido. Este pode envolver sentimentos como tristeza, indiferença e desânimo. Mesmo naturais no ser humano e nem sempre sinônimo de depressão, eles se tornam patológicos quando persistem na maior parte do dia por ao menos duas semanas.

Desinteresse por coisas prazerosas

Outro sintoma importante da depressão o desinteresse pode acontecer em diferentes aspectos da vida do indivíduo, como no âmbito familiar, profissional e sexual, além de atividades de lazer, por exemplo.

Problemas do sono

Pessoas com depressão podem dormir mais ou menos do que o de costume. Ainda é comum acordarem no meio da noite e ter dificuldade para voltar a dormir. Pode ocorrer também sonolência excessiva durante a noite ou o dia.

Mudanças no apetite

Aqui pode haver perda ou aumento do apetite, o que faz a pessoa consumir muito açúcar ou carboidrato. De acordo com o psiquiatra Rodrigo Leite, o motivo pelo qual isso acontece ainda não é bem conhecido, mas se sabe que, somado a outros sintomas da doença, a alteração do apetite que persiste por no mínimo duas semanas aumenta as chances de um paciente ser diagnosticado com depressão.

Perda ou ganho de peso

Perda ou ganho de peso de forma significativa podem ser uma consequência da alteração do apetite provocada pela depressão.

Falta de concentração

A depressão também pode prejudicar a capacidade de concentração, raciocínio e tomada de decisões. De acordo com a psiquiatra Mara Maranhão, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a depressão pode impedir que o paciente trabalhe ou estude, ou então faz com que ele precise se esforçar muito para conseguir concluir determinada atividade.

Cansaço

Falta ou diminuição de energia, cansaço frequente e fadiga são comuns em pessoas com depressão, mesmo quando elas não realizaram esforço físico.

Pensamentos sobre morte

Em pessoas com depressão grave, são verificados pensamentos recorrentes sobre morte, ideação suicida ou até tentativas de suicídio. A frequência e intensidade dessas ideias podem mudar de acordo com cada paciente.

Facebook Comments
Tags:
Comentar