cesar-borgesO Palácio do Planalto (inclusive a presidente Dilma) está convencido de que o PR caminha para se afastar da aliança governista. A maioria do PR está descontente com o tratamento recebido do governo, daí se espraiar a convicção da saída do partido da base governista. Para a Bahia não é nada bom. O estado só tem um ministro no governo, o ex-governador e ex-senador César Borges, que tem uma excelente relação com a presidente da República. Se houver um afastamento do PR para apoiar a oposição, supõe-se que o ministro seja afastado, a não ser que a presidente o mantenha à revelia da sua legenda. Os parlamentares rebelados (a maioria) estão distanciados de Borges, tal como do Palácio do Planalto e não escondem o movimento separatista.

Por Samuel Celestino/Bahia Notícias

Facebook Comments
Comentar