Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias


O vice-governador do Estado e pré-candidato a senador pela chapa governista, Otto Alencar (PSD), contestou os números da última pesquisa Ibope/Correio divulgados nesta terça-feira (27). Em contato com o Bahia Notícias, o postulante ao Congresso disse ter consultas internas com resultados “bem diferentes”. “Pesquisas com mais de 2 mil entrevistas e números bem mais favoráveis tanto para mim quanto para Rui [Costa, PT, aspirante ao Palácio de Ondina]. Pesquisa encomendada por adversário sempre é uma coisa suspeita”, cogitou. Outro aspecto contestado por Otto é a distância entre o levantamento, realizado entre 15 e 19 de maio, e a divulgação, sete dias depois. “Foi divulgado antes por Deus e o mundo. O furo de reportagem quem deu foram os corredores da Assembleia Legislativa, dos shoppings e restaurantes de Salvador. Todos os blogs já sabiam. O jornal está dando notícia requentada”, ironizou. O próprio instituto responsável pela coleta dos dados, embora seja o maior do país, no entendimento do governista não tem credibilidade. “O Ibope, na Bahia, nos últimos anos tem permanentemente errado. Em um universo de quase 10 milhões de eleitores, faz 1.008 entrevistas. Em 2006 e 2010, quem chegou na frente e ganhou a eleição, o Ibope dava como derrotado. Aqui na Bahia, quem normalmente o Ibope coloca na frente, só chega atrás”, avaliou, ao relembrar as últimas vitórias do atual governador, Jaques Wagner (PT). Segundo a amostragem, Otto é o segundo na corrida pelo Senado, atrás de Geddel Vieira Lima (PMDB), com 34%, e à frente de Eliana Calmon (PSB), com 5%. Para o governo, Paulo Souto (DEM) tem 42%, seguido de Lídice da Mata (PSB), com 11% e Rui Costa (PT), com 9%.

por Evilásio Júnior

Facebook Comments
Tags:, , ,
Comentar