DilmaPT
Vaiada e xingada na abertura da Copa do Mundo, no Itaquerão, a presidente Dilma Rousseff buscou transformar essa situação desconfortável em oportunidade de crescimento, de olho nas eleições presidenciais deste ano. “Vamos recolher xingamentos e transformá-los em canção de esperança sobre futuro do País. Vamos transformar pedras em tijolos para o Minha Casa Minha Vida”, defendeu, em discurso na Convenção Nacional do PT. Nessa reunião de hoje, o partido manifestou oficialmente que Dilma é a candidata petista ao Planalto nas próximas eleições. Em referência às críticas que recebeu por causa dos gastos com a Copa, Dilma argumentou que “as grandes obras são construídas com o fermento do otimismo”. Defendeu, ainda, que “a Copa está dando uma goleada nos pessimistas, nos que diziam que ela não ocorreria. A nossa força está no fato que sonhamos, queremos mais, temos sonhos utópicos.” Houve também um momento de volta ao passado, especificamente à epoca do regime militar. Dilma citou “apesar de você, amanhã há de ser outro dia”, para logo em seguida dizer que “temos de lembrar sempre disso”. “Apesar de Você” é uma música de Chico Buarque do início da década de 1970, símbolo de crítica e resistência ao regime militar. “Vamos amar o nosso País, amar a camiseta verde-amarela, torcer pro nosso time. Temos a certeza de que, com a força do povo, vamos vencer de novo”, misturando campanha e futebol. E encerrou o discurso dizendo: “Viva a Brasil e ao povo brasileiro”.

por Ricardo Brito e Ricardo Della Coletta

Facebook Comments
Comentar