Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa


Visando a facilitar o escoamento da produção agrícola familiar, bem como a mobilidade em áreas rurais, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) está recuperando acessos vicinais de 18 municípios do Médio São Francisco baiano – área de atuação da 2ª Superintendência Regional da Codevasf, sediada em Bom Jesus da Lapa –, graças a 26 convênios firmados com prefeituras municipais.

O investimento para a recuperação de cerca de 890 quilômetros de vias vicinais chega a R$ 34 milhões, com recursos do Orçamento Geral da União destinados à Codevasf por meio de emendas parlamentares. Os municípios beneficiados são América Dourada, Barra, Barro Alto, Canarana, Carinhanha, Central, Cocos, Gentio do Ouro, Guanambi, Ibipeba, Ipupiara, Itaguaçu da Bahia, Jussara, Lapão, Presidente Dutra, Santana, São Gabriel e Souto Soares.

No município de Central serão recuperados 25,10 quilômetros de acessos, representando um investimento de quase R$ 1,2 milhão. “Essa obra será muito importante para o nosso município porque vai melhorar o escoamento da produção agrícola, em que se destacam o milho, a mamona e o feijão. Além disso, todos os agricultores serão beneficiados com acesso às suas propriedades. As duas vias que serão recuperadas são muito importantes e muito movimentadas e auxiliarão nosso turismo, pois melhorarão o acesso aos nossos sítios arqueológicos”, diz o prefeito do município de Central, Uilson Monteiro da Silva.

Também será feita a recuperação de 43,9 quilômetros de vias vicinais da sede do município de Jussara aos distritos de Cruel, Cícero Gordo e Baixinha, no valor de R$ 1,9 milhão, bem como a recuperação de 18,4 quilômetros de estradas no interior do município de São Gabriel, no valor aproximado de R$ 1 milhão. Já em Souto Soares foi firmado convênio para recuperar 20 quilômetros na zona rural, no valor de R$ 920 mil – a população do município também será beneficiada com dois convênios firmados para recuperação de 19,5 quilômetros de estradas vicinais, no valor total de R$ 1,8 milhão.

O município de Barro Alto foi beneficiado com dois convênios, totalizando 66 quilômetros e investimento de R$ 2,97 milhões – com destaque para o trecho que liga a sede do município ao distrito de Gameleira. “Além da população do distrito, as pessoas das comunidades localizadas neste percurso serão beneficiadas. Será muito importante para facilitar o escoamento da produção agrícola familiar destes locais, incluindo o milho, o feijão e o mamão dos produtores das áreas de sequeiro; e o tomate, dos irrigantes”, diz Paulo Miranda Sousa, prefeito de Barro Alto.

Também está em curso a recuperação de 11,45 quilômetros, no município de Lapão, no valor de R$ 3,1 milhões, o que vai beneficiar as comunidades de Aguada Nova, Macacos, Bonzão I, Bonzão II, Lagoa dos Patos, Patos, Lajedo de Eurípedes, Casal, Casal I, Casal II, Lagoa do Angico, Salgada, Elizeu I, Elizeu II e Lagoa de Gaudêncio.

As comunidades de Maravilha, Barreiro da Ema, Banguê, Lajes, Malhada Grande, Rio Verde II, Almas, Pontal, Água Quente, Alegre, Mundinho e Lagoa da Palma, no município de Itaguaçu da Bahia, também serão beneficiadas com a recuperação de 63,5 quilômetros de acessos – um investimento R$ 6,45 milhões. A recuperação também será feita em alguns acessos ao perímetro irrigado do Baixio de Irecê, que está sendo implantado e também será gerido pela Codevasf. Com isso, quando o projeto estiver em funcionamento, os produtores também terão o escoamento da produção facilitado.

Para o município de Ipupiara são dois convênios para recuperação de 66,65 quilômetros de vias vicinais, beneficiando as comunidades de Sodrelândia, Pintada, Bela Sombra, Campo Belo, Olho D’água, Lagoa do Barro, Fazenda Macambira, Mata dos Vianas, Poço do Cavalo e Areia, um investimento de R$ 3,36 milhões.

Outros municípios beneficiados são Canarana (105,95 km, 4,36 milhões; Ibipeba (30,5 km, R$ 1,45 milhão); América Dourada (87,34 km, R$ 680 mil); Carinhanha (17,3 km, R$ 516,3 mil); Gentio do Ouro (40,7 km, R$ 1,93 milhão); Santana (12,05 km, R$ 318 mil); Guanambi (129 km, R$ 990 mil); Barra (21,6 km, R$ 484,7 mil) e Cocos (20 km, R$ 510 mil).

Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf

Facebook Comments
Comentar