Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

O hábito de dormir cedo pode levar a um maior risco de desenvolver problemas cardíacos, pontuou um estudo apresentado no Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, em Roma. De acordo com a pesquisa, que analisou 2.400 homens adultos com idade entre 40 e 60 anos, dormir cedo leva a um aumento da pressão e redução da qualidade de sono. Os voluntários que dormiam por volta das 23h10 apresentaram pressão mais alta do que aqueles que se deitavam às 23h28. “Dormir cedo foi associado à pressão alta em todos os casos”, afirmou Nobuo Sasaki, do Conselho de Vítimas da Bomba Atômica de Hiroshima e um dos autores da pesquisa. O estudo também apontou, segundo o site da revista Veja, que os pacientes com pressão alta avaliaram o próprio sono como ruim. Já aqueles com pressão normal tinham sono um pouco melhor. O padrão foi identificado apenas em homens.

Fonte: Bahia Notícias

Facebook Comments
Comentar