Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Um estudo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Dokuz Eylül, na Turquia, concluiu que a hora em que se come pode ser até mais importante do que os próprios alimentos ingeridos. De acordo com Ebru Özpelit, que conduziu a pesquisa, jantar menos de duas horas antes de dormir gera grande impacto na pressão arterial de forma mais danosa do que uma dieta rica em sódio. “Nós devemos definir a frequência ideal e os horários das refeições porque como nós comemos pode ser tão importante como o que nós comemos”, disse a pesquisadora ao jornal Telegraph. “Tomar café da manhã é importante, nós devemos tomar um forte café da manhã, e não devemos pular o almoço. O jantar deve ser pequeno, e não depois das 19h”. Foram avaliados 721 pacientes hipertensos, com idade média de 53 anos. Os especialistas explicaram que comer libera hormônios que estressa o organismo, mas isso não pode acontecer quando ele deveria começar a relaxar. “Se nós comemos muito tarde, o corpo essencialmente se mantém alerta como durante o dia, em vez de relaxar para o sono”, disse Ebru. Os resultados mostraram que o hábito de comer sem um intervalo de duas horas antes de dormir aumenta em até 2,8 vezes as chances de pressão alta durante a noite. “Se a pressão sanguínea não cair mais de 10% (durante o sono), isso aumenta os riscos cardiovasculares e os pacientes têm maiores chances de ataques cardíacos, AVCs e doenças crônicas”, alertou a pesquisadora.

Fonte: Bahia Notícias

Facebook Comments
Comentar