pai-mata-filha



O técnico em informática David da Silva Medrado, de 35 anos, matou a filha, Beatriz Reis Medrado, de 7 anos, e cometeu suicídio, na manhã desta quinta-feira (6), em Goiânia. O homem também baleou a ex-mulher, a ex-cunhada e a ex-sogra, que foram socorridas. De acordo com familiares, ele não aceitou o fim do relacionamento e invadiu a casa da família atirando.

O crime aconteceu no Setor Crimeia Leste, na região norte da capital. Segundo a Polícia Militar, o homem estava com duas armas em punho. Ele aguardou o ex-sogro sair da residência para comprar pão e entrou na casa.

Segundo um ex-cunhado de David, ele e a ex-mulher, Lidiane Gomes Reis Medrado, de 32 anos, estavam separados há oito meses. Mas o homem não se conformava com o rompimento.

“Era bastante [ciumento], não queria aceitar a separação. Deve ter sido isto que motivou. Ele tinha uma filha só”, contou o ex-cunhado que não se identificou.

O delegado Francisco Costa, da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), relatou que David já entrou na casa atirando. “Ele pulou o muro, entrou na cozinha com as duas armas em punho e utilizou as duas, atirou na ex-cunhada, foi até o quarto onde estava a ex-mulher, a ex-sogra e a criança e atirou contra elas. Depois se matou. Não houve discussão”, revelou.

Costa contou que, além das pessoas que foram baleadas, ainda tinha duas crianças, filhas da ex-cunhada e outra irmã da ex-mulher, que não foram atingidas pelos tiros. “Segundo familiares, ele não aceitava o fim do relacionamento e vinha fazendo constantes ameaças”, disse o delegado.

Durante o tiroteio, Lidiane foi baleada no quadril, nas nádegas e de raspão na cabeça. Já a ex-cunhada do atirador, Lídia Gomes Reis, de 29, foi ferida no ombro. Já a ex-sogra, Maria de Jesus Reis, de 59, também foi baleada, mas não há informação sobre o local do ferimento.

As três mulheres foram encaminhadas pra o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). De acordo com o hospital, Lidiane tem quadro de saúde considerado regular. Ela está consciente, respira sem aparelhos e será submetida a uma cirurgia.

Lídia tem estado regular, também está consciente, respira sem aparelhos e está na emergência, em observação. Já Maria de Jesus tem estado de saúde grave.

Peritos e investigadores da Polícia Civil estão na residência para a realização da perícia e colher depoimentos de testemunhas. Após a perícia do local, os corpos devem ser encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia.

Corpos de pai e filha serão encaminhados ao IML, em GoIânia (Foto: Murillo Velasco/G1)

Corpos de pai e filha serão encaminhados ao IML, em GoIânia (Foto: Murillo Velasco/G1)

Fonte: G1 GO- Murillo Velasco e Fernanda Borges

Facebook Comments
Comentar