estadio-corinthians

A polêmica envolvendo a construção da Arena Corinthians ganhou mais um capítulo neste domingo (9). De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo, num negócio sigiloso, a Odebrecht fez uma transação junto à Caixa. Para conseguir terminar a construção do estádio que recebeu a abertura da Copa do Mundo 2015, a empreiteira pediu um empréstimo de cerca de R$ 350 milhões. Na prática, o banco estatal comprou debêntures no valor de R$ 350 milhões, o que seria uma espécie de empréstimo. Mas, na verdade, são títulos de crédito lançados no mercado para captar recursos. A empreiteira não deu prazo para devolver dinheiro a Caixa. Ex-presidente corintiano, e atual deputado federal em São Paulo, Andrés Sanchez (PT), confirmou que houve o negócio à Folha. No entanto, disse que não podia dar detalhes sobre a transação, pois o acerto não envolveu o Corinthians. Somente a Caixa e a Odebrecht discutiram. Vale lembrar que a estatal é a patrocinadora master do clube paulistano, e estampa sua marca na camisa. A Arena, por sua vez, já nasceu problemática. Sem conseguir vender seus naming rights até hoje, a praça esportiva colocou o Corinthians num impasse ter um estádio moderno, mas com dificuldades para ser administrado e custeado.

Fonte: Bahia Notícias

Facebook Comments
Comentar