Jesus comemora com Paulinho e Philippe Coutinho seu quarto gol em quatro jogos (Foto: Ariana Cubillos/AP)

Jesus comemora com Paulinho e Philippe Coutinho seu quarto gol em quatro jogos (Foto: Ariana Cubillos/AP)

É uma história de sucesso precoce. E teve novo capitulo na noite da última terça-feira. Sem Neymar, suspenso, coube a Gabriel Jesus assumir a responsabilidade no ataque do Brasil. O jovem atacante do Palmeiras não só deu sequência a seu início meteórico na seleção principal como até bateu recorde. Com o golaço que abriu a vitória por 2 a 0 sobre a Venezuela, o camisa 9 se tornou o jogador mais jovem a marcar quatro vezes nas eliminatórias sul-americanas, o primeiro com menos de 20 anos. Os dados são do jornalista espanhol Alexis Martín Tamayo, especialista em estatísticas do esporte e mais conhecido como MisterChip no Twitter.
A história de Gabriel na Seleção principal se confunde com a de Tite. O treinador apostou no garoto e lhe proporcionou a primeira convocação. Foi além: colocou o jovem de 19 anos como titular desde sua estreia. Quatro jogos depois, a escolha já se mostrou mais do que acertada. Jesus tem quatro gols, uma assistência e se firma cada vez mais no time a cada partida.

– Fico muito feliz. Pegue mais confiança depois da Olimpíada e trabalho em cima de tudo o que posso melhorar. Então trabalho para ser frio e calculista na cara do gol. Às vezes você tira demais, coloca mais força na bola… Consegui enganar o goleiro no jogo de corpo e ser frio. Fico mais feliz ainda pelo momento da Seleção. Saímos de uma situação complicada e demos a volta por cima. Hoje somos líderes – frisou Jesus, que esperar estar à disposição do Palmeiras para o jogo da próxima quinta contra o Cruzeiro.

O início dos sonhos do menino com a camisa da Seleção terá mais um capítulo especial no começo do mês de novembro. No próximo dia 10, no Mineirão, Gabriel Jesus vai disputar o seu primeiro Brasil x Argentina.

Jesus comemora com Paulinho e Philippe Coutinho seu quarto gol em quatro jogos (Foto: Ariana Cubillos/AP)

Jesus comemora com Paulinho e Philippe Coutinho seu quarto gol em quatro jogos (Foto: Ariana Cubillos/AP)

– Espero me manter tranquilo. Não tenho boas lembranças do meu último jogo contra um time argentino (Pela Libertadores 2016, marcou dois gols contra o Rosário Central, mas acabou expulso por agressão). Mas já apaguei isso, peguei de aprendizado e quero me manter com a cabeça fria. Se trata de um dos maiores clássicos. Até lá tem muita coisa para acontecer. Temos que continuar do mesmo jeito, sem mudar nada…Assim que conseguimos as quatro vitórias. A gente confia no Tite, conseguimos colocar em prática o que ele passou e entramos nos jogos focados – disse o camisa 9.

Com 21 pontos, a Seleção ultrapassou o Uruguai e assumiu a ponta da corrida rumo à Copa do Mundo da Rússia em 2018. A Celeste empatou com a Colômbia por 2 a 2 e agora ocupa a segunda posição. A delegação brasileira deixou o Estádio Metropolitano de Mérida direto para o aeroporto de El Vigia, cidade a cerca de 80 km de distância. A chegada em São Paula está prevista para a manhã desta quarta.

Por Alexandre Lozetti e Edgard Maciel de Sá Mérida, Venezuela

Facebook Comments
Comentar