Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil



Como é de conhecimento de todos, a Proposta de Emenda Constitucional, denominada PEC do teto de gastos foi votada e aprovada no primeiro turno e alguns deputados da base do governo de Michel Temer(PMDB) votaram contra a Proposta e estes foram tidos como traíras, uma vez que não seguiram a mesma linha de pensamento do governo.

Como está se aproximando o segundo turno para a segunda votação da mesma Proposta, ou seja, dia 18 de outubro, próxima terça-feira, o governo já está de olho nestes deputados, tanto é que o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, fará um mapeamento de todos os deputados da base aliada que votaram, no primeiro turno, contra a PEC 241 que cria um teto para as despesas públicas nos próximos 20 anos.

De acordo com a coluna Expresso, da revista Época, caso estes parlamentares se posicionem contra o governo no segundo turno, serão punidos pelo Palácio do Planalto. O objetivo da medida é evitar traições em futuras votações consideradas cruciais pelo governo.

Mediante esta atitude do ministro Geddel, fica claro que o governo fará de tudo para conseguir a aprovação desta Proposta de Emenda Constitucional(PEC), obrigando e ameaçando os deputados da base a votar favorável à Proposta. Enquanto isso os brasileiros estão de olho para saber, na verdade, quais deputados estão do lado do povo e prontos para se sacrificar em favor do povo.

Redação: www.mediosaofrancisco.com

Facebook Comments
Tags:, , , , , , , ,
Comentar