Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil


Após ser aprovada em primeiro turno pela maioria dos deputados no dia 11 de outubro, a Proposta de Emenda à Constituição 241, denominada PEC 241, que estabelece um teto para os gastos públicos, está prevista para ser votada em segundo turno nesta terça-feira(25).

Por se tratar de uma Emenda Constitucional, a mesma, antes de ir ao Senado, precisa ser aprovada em segundo turno por cerca de 308 dos 513 deputados, ou seja, 3/5 da Câmara. De acordo com o G1, na noite da última segunda-feira(24), o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ofereceu um jantar para parlamentares, a fim de garantir a margem de votos necessária para a aprovação.

Vale ressaltar que o presidente Michel Temer (PMDB) reuniu-se com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para discutir o rito da PEC no Senado. Na última semana, Renan Calheiros discutiu a tramitação da PEC com líderes partidários e, pelo cronograma que fora acertado no encontro, a PEC 241 deverá ser votada pelo plenário em primeiro turno na data provável de 29 de novembro e em segundo turno em 13 de dezembro do corrente ano.

Há manifestações em todos os estados brasileiros para tentar convencer os deputados e senadores a não aprovarem esta Proposta, uma vez que a mesma tende a prejudicar os brasileiros nas mais diversas áreas.


Redação: www.mediosaofrancisco.com

Facebook Comments
Tags:, , , , , ,
Comentar