enem



O MEC (Ministério da Educação) confirmou nesta semana que, se até o dia 31 de outubro de 2016, não houver desocupação das escolas públicas destinadas para a aplicação das provas do ENEM 2016, o Inep terá que suspender a aplicação das provas nas escolas ocupadas por estudantes e manifestantes.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e o MEC declararam ser favoráveis ao direito de protesto, mas ao mesmo tempo defendem o direito à educação e de acesso às provas. O MEC entrou com pedido na AGU (Advocacia Geral da União) para que a entidade adote providências jurídicas em relação às ocupações.

Atualmente, são 181 escolas públicas ocupadas, onde 95.083 candidatos estão cadastrados pelo MEC para realizarem o ENEM 2016. O MEC solicita o bom senso dos manifestantes para realizarem a desocupação de modo voluntário até o dia 31 de outubro, caso contrário, as provas para 95.083 candidatos serão canceladas e, possivelmente, poderão ser reaplicadas antes das inscrições para o SiSU 2017 que acontecerão no mês de janeiro de 2017.

Segundo o MEC, neste ano, o Enem será aplicado em 1.727 municípios e no Distrito Federal. Os locais de provas são selecionados pelas instituições aplicadoras e englobam um universo de aproximadamente 17 mil estabelecimentos.

A consulta aos locais de aplicação de prova do Enem 2016 já está disponível desde as 15h (horário oficial de Brasília) do dia 19 de outubro. A verificação dos cartões de confirmação com essas informações é de responsabilidade dos inscritos e pode ser realizada na internet, através da página do participante, ou também em tablets e smartphones, por meio do aplicativo Enem 2016.

Fonte: vestibular.agendapesquisa.com.br

Facebook Comments
Tags:, , , , , ,
Comentar