pesquisa-falsa-696x450

Uma professora foi condenada a pagar R$ 53,2 mil por divulgar uma pesquisa sem registro nas eleições da cidade de Antas, no nordeste do estado. A decisão foi do Juiz Eleitoral de Cícero Dantas, José Brandão Neto, que atendeu uma ação da coligação “Unidos para o Bem de Antas”, do candidato eleito Sidonio Nilo (PSL). Conforme denúncia, a ré, identificada como Cassia Maria Santana Alves, compartilhou uma pesquisa no Facebook que apontava vantagem da candidata derrotada Roberta de Agnaldo (PP). O levantamento eleitoral não tinha registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Conforme entendimento do juiz, não foram punidos nem a coligação “A Volta do Povo ao Poder” nem a candidata derrotada, por não haver provas de que tenham participado do ato.

Cidade de Antas

Cidade de Antas



Fonte: BN

Facebook Comments
Comentar