Foto: Paulo Whitaker/Reuters

Foto: Paulo Whitaker/Reuters

A organização Mundial da Saúde anunciou que o Brasil ainda poderá ter 1 mil novos casos de microcefalia confirmados e ligados ao vírus da zika nos próximos meses. A informação foi divulgada pelo especialista Anthony Costello e pelo diretor-executivo do Programa de Emergências de Saúde, Pete Salama, nesta terça-feira (22), em Genebra, na Suíça. Na última sexta-feira (18), a OMS determinou o fim da emergência sanitária internacional devido ao vírus. Salama voltou a falar sobre o assunto e disse que, quando a emergência foi declarada em fevereiro de 2016, não havia uma confirmação para a ligação entre a microcefalia e o zika. Segundo ele, agora a ligação é confirmada e por isso deve haver uma criação de um plano a longo prazo. De acordo com o G1, uma nova equipe deverá criar esse programa a ser instalado pela organização. Neste ano, a epidemia afetou mais de 75 países e, no Brasil, gerou mais 200 mil casos reportados de infecção pelo zika ao Ministério da Saúde. “Não estamos diminuindo a importância do zika ao colocar isso como um programa de trabalho mais longo, estamos enviando a mensagem de que o zika está aqui para ficar”, disse Salama.

Fonte: Brumado Notícias

Facebook Comments
Tags:, , , , ,
Comentar