Foto: Reprodução / Blog da Resenha Geral

Foto: Reprodução / Blog da Resenha Geral

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta terça-feira (28) a prestação de contas dos candidatos à prefeitura de Vitória da Conquista no segundo turno. Herzem Gusmão (PMDB) chegou à vitória nas urnas sem dívidas, mas Zé Raimundo (PT) terminou sua campanha devendo mais de R$ 84 mil. Ambos tinham como limite de gastos o montante de R$ 579,174 mil estipulado pelo TSE. O candidato vitorioso recebeu R$ 545,764 mil através de doação de campanha, recursos provenientes de contribuições partidárias e pessoais. Já o deputado estadual petista foi o principal doador da sua campanha, desembolsando sozinho, R$ 222,5 mil do total de R$ 600 mil. O prefeito eleito em Vitória da Conquista gastou R$ 520 mil. O segundo colocado da disputa municipal pagou R$ 589 mil dos R$ 663 mil contratados. Procurado pelo Bahia Notícias, Zé Raimundo foi evasivo quando questionado sobre a origem dos recursos que irão quitar as dívidas. “Para a quitação das dívidas serão realizados os procedimentos legais”, afirmou o deputado. O município foi o único da Bahia a ter uma disputa em dois turnos na eleiçção de 2016. No pleito anterior, o candidato do PMDB também disputou o segundo turno, mas na ocasião perdeu a prefeitura para o prefeito Guilherme Menezes (PT), que terminou a eleição reeleito.

Fonte: BN

Facebook Comments
Tags:,
Comentar