Foto: Reuters

Foto: Reuters



Custando à economia global cerca de mais de US$ 1 trilhão por ano, em gastos com saúde e perda de produtividade, o tabagismo tem levado muitas pessoas à morte, e de acordo um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos publicado na última terça-feira, 10 de janeiro do corrente ano, até o ano de 2030 matará um terço a mais de pessoas do que agora.

O custo estimado supera amplamente as receitas globais com os impostos sobre o fumo, que a OMS colocou em cerca de US$ 269 bilhões em 2013-2014. “O número de mortes relacionadas ao tabaco deverá aumentar de cerca de 6 milhões de mortes para cerca de 8 milhões anualmente até 2030, sendo que mais de 80% delas vão ocorrer em países de baixa e média renda”, diz o estudo. Cerca de 80% dos fumantes vivem nesses países e, embora a prevalência de tabagismo esteja caindo entre a população global, o número total de fumantes em todo o mundo está aumentando, afirma o estudo.

Vale ressaltar que segundo os Especialistas em saúde, o uso do fumo é a maior causa evitável de morte globalmente. “É responsável por… provavelmente mais de US$ 1 trilhão em custos de saúde e perda de produtividade a cada ano”, diz o estudo, revisado por mais de 70 especialistas.

As pessoas estão tão dominadas por este vício, que mesmo o Ministério da Saúde advertindo que fumar prejudica a saúde, continuam se alimentando do tabagismo. O referido estudo não deixa de ser uma alerta para quem, de fato, deseja lutar pelo bem estar da sua vida.


Facebook Comments
Tags:, , , , , ,
Comentar